Quero fazer trabalho em casa e ter renda em casa. Encontre opções para trabalhar em casa e ter mais dinheiro com outro emprego.

Procura emprego mas não está encontrando? Sua renda mensal pessoal ou familiar não está sendo suficiente para cobrir todas as despesas e precisa de renda extra? Então, encontre algumas sugestões de trabalho em casa para poder aumentar seu dinheiro.

Está cada vez mais comum o trabalho em casa entre os brasileiros, por diversos fatores. Entre eles podemos seguir por ambos os lados, tanto de quem não teve mais oportunidades no mercado de trabalho tradicional, ou como quem encontrou uma nova opção profissional.

Muitos trabalhadores estão desempregados, desde quem trabalhava em empresas privadas que cortaram funcionários ou mesmo fecharam as portas, até profissionais autônomos que perderam boa parte de sua clientela, diminuindo drasticamente sua renda mensal.

Sem salário ou renda suficiente para manter seus gastos e despesas e muitos precisando ainda cuidar de toda uma família, fica complicado não fazer trabalhos alternativos para aumentar a renda e manter o padrão de vida ou ao menos cobrir os gastos normais.

Nunca parar de tentar e agir no caminho certo é o mais importante nesse difícil momento que muitos brasileiros atravessam com a crise que assola todo país e se intensifica a cada dia, muitas vezes sem rumores de melhorias ou qualquer outra esperança.

No Brasil já havia muito trabalho informal ou trabalho em casa, de forma autônoma e que já garantia o sustento de muitas famílias brasileiras.

A tendência é que esse tipo de trabalho aumente, pois, empresas formais não estão conseguindo manter todos seus custos de impostos e com queda nas vendas, são obrigadas a cortar despesas, incluindo cortes de funcionários até a triste falência, quando encerram as atividades definitivamente.

Não tendo bons exemplos de como o dinheiro dos impostos é realmente investido no Brasil, é recorrente o pensamento de tentar fazer o máximo possível, pagando o mínimo de impostos possível.

É um assunto muito delicado de ser tratado, pois em momento nenhum, para nenhuma economia em todo o mundo é aceitável a prática de desviar impostos.

Porém, nos perguntamos com frequência, quem está desviando os impostos?

São os pobres brasileiros trabalhadores árduos que já perderam seu emprego e estão sofrendo com a economia instável e abalada do país que pensam então em fazer um trabalho informal sem pagar impostos que prejudicam o país?

Ou são os políticos corruptos que pegam o dinheiro honesto de nosso trabalho através de impostos cada vez mais altos para construir suas mansões e fazer suas festas e viagens cheias de regalias que realmente destroem a economia de um país?

Ambos desviam impostos e, levando em consideração a dimensão e quantidade de pessoas, chegam em proporções equivalentes.

Afinal, poucos políticos roubam milhões, porém, milhões de pessoas deixam de pagar seus poucos impostos.

Ninguém está certo, jamais podemos dizer que o melhor caminho é desviar ou deixar de pagar impostos, mas fica claro que aqueles que realmente se beneficiam dessa prática criminosa são os líderes deste país.

Afinal, políticos são pessoas geralmente com vida muito estável, ótimos salários, bem estudadas, capacitadas e usam todo seu potencial para o crime somente em busca de viver com mais ganância.

Enquanto a população que precisa do dinheiro, só irá deixar de pagar seus impostos puramente por necessidade, sobrevivência, porque não terá dinheiro para muitas vezes sequer se alimentar ou alimentar seus filhos.

Então, nessa diferença de pensamentos, quem está realmente errado são os criminosos engravatados que destroem vidas de um país inteiro com suas atitudes gananciosas e impensadas.

Porém, podemos mudar esse caminho de uma forma segura, estável, seguindo um longo e árduo caminho.

Podemos sim iniciar com um trabalho informal para ter uma renda extra emergencial que cobrirá nossas despesas, para posteriormente fazermos a formalização deste novo trabalho.

As melhores sugestões são venda de produtos caseiros e artesanais, para serem feitos em casa e vendidos dentro de casa mesmo ou prestação de serviços, também fazendo o atendimento na sua habitação, como um ponto de venda comercial.

Mesmo sendo uma residência, geralmente na garagem de casa ou em algum espaço disponível como sala, área de serviço da lavanderia ou quintal já é o tamanho suficiente para produção ou atendimento do público.

Dependendo da infraestrutura de sua casa, poderá futuramente formalizar e tornar seu ponto comercial, passando de residência habitacional para misto, que é residência e comércio no mesmo endereço.

Isso também depende da viabilidade da prefeitura de sua cidade para autorizar, pois há bairros que só permitem residências, mas então, poderá alugar um outro ponto comercial com sua estabilização e crescimento para deixar seu negócio formal.

Para exemplificar, na parte de produtos podemos citar produção e venda de doces e salgados ou outros tipos de alimentos, como lanches, marmitex, sucos etc.

Saindo da área alimentícia, há também a opção de artesanatos, como roupas, bijuterias, guardanapos, peças de decoração, lembranças, entre outros.

Não precisa fazer uma peça de roupa desde o início, pode simplesmente comprar roupas e personalizar, fazer uma estampa com uma máquina própria ou comprar um guardanapo e fazer bordados.

Poderá pensar nos tipos de produtos que terá que comprar, fazer uma análise do custo total, bem como seu conhecimento e ver se é viável e vale a pena, dependendo do valor de venda e da clientela local.

Pergunte aos seus vizinhos e parentes o que eles acham da ideia e se comprariam ou te apoiariam de alguma forma, como divulgando seu trabalho, por exemplo.

Já no setor de prestação de serviços, os tipos mais comuns de trabalho em casa oferecendo serviços são a área de beleza como manicure, cabeleireiro(a), barbearia ou também na área de reparos, como consertos de produtos eletrônicos ou eletrodomésticos, computadores, rádios, televisões e celulares.

Se você não possui o conhecimento suficiente para produção ou personalização de produtos ou prestação de serviços, poderá fazer cursos e comprar materiais de aprendizado nas áreas que gostar mais e se identificar melhor.

Essas são ótimas opções de trabalho em casa, para serem iniciadas de forma mais simples, rápida e fácil, sem tantos problemas ou preocupações iniciais, mas que sem dúvida, podem te proporcionar uma ótima renda extra, que pode vir a se tornar sua renda principal e de toda sua família.

Se o negócio der certo e crescer, mais pessoas da família poderão se interessar para te ajudar ou já podem te ajudar desde o início e, com o aumento da clientela, poderá finalmente formalizar seu negócio próprio e ter um ótimo caminho de crescimento e um excelente futuro de empreendedor de sucesso.

Há também quem buscou oportunidades mais inovadoras de trabalho em casa, com o avanço e popularização da tecnologia.

Algumas pessoas fazem trabalho pela Internet com atendimento online, por exemplo, produção de material gráfico ou digital, criação de peças publicitárias, sites, blogs, personalização de redes sociais para pequenas empresas, desenvolvimento de aplicativos e softwares ou até jogos eletrônicos.

Neste caso já é necessário ter um pouco mais de conhecimento, por ser um setor mais específico que exige uma habilidade técnica maior para criação e desenvolvimento digital, fazendo a entrega via Internet ou pelos correios, em caso de e-commerce (loja virtual).

Diante de todas essas possibilidades de trabalho em casa, renda extra e salário adicional que pode se transformar no salário principal, agora é só arregaçar as mangas, pensar muito bem, fazer um planejamento, organizar suas finanças e começar a preparar o local para trabalhar em seu próprio negócio.

Se precisar de crédito para fazer o investimento inicial, é possível encontrar empréstimo nos melhores e maiores bancos do país que possuem linhas de crédito para microempreendedores ou microempreendedor individual (MEI) e microempresas.

O Banco do Brasil tem uma linha exclusiva de empréstimo para empreendedores, a Caixa Econômica Federal faz financiamentos para novas empresas e novos empresários investirem em máquinas e produtos, o banco Bradesco também tem opções exclusivas para você fazer investimento em estoque, o Santander disponibiliza crédito para capital de giro focado nos empresários menores e o Itaú também se destaca ao oferecer empréstimo ou microempréstimo para um novo empresário e assessoria financeira.

Você poderá abrir uma conta corrente de pessoa jurídica se já tiver se formalizado com o CNPJ e terá ótimas opções de empréstimo, financiamento e cartões ou cartão de crédito diretamente para sua empresa. Todas essas opções bancárias lhe auxiliam nessa transição entre pessoa física e pessoa jurídica para você economizar dinheiro e conseguir ótimos lucros.

Conteúdo publicado com exclusividade e originalidade pela equipe Editorial do site Cartão de Crédito Online, elaborado com imparcialidade e relevância na qualidade informativa dedicada aos participantes usuários do portal. Fica expressamente proibida a cópia total ou parcial sem autorização e respectiva citação dos créditos da fonte original. Se possui sugestões e críticas para agregar detalhes ao artigo, solicitar atualizações, correções ou fazer perguntas, escreva um comentário na parte final da página da respectiva publicação. Todas as postagens serão apreciadas pela nossa equipe e, se necessário, respondidas ou feita a devida atualização no texto original.
Subscribe
Notificar
guest
2 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Enedina Maria Ferreira
Enedina Maria Ferreira
3 anos atrás

Amem

Enedina Maria Ferreira
Enedina Maria Ferreira
3 anos atrás

Amem

Avada WordPress Theme

QUER RECEBER UMA NOVIDADE ESPECIAL?

Preencha seu nome e e-mail abaixo

Ao enviar seus dados você concorda com nossa política de privacidade e termos de uso

ATENÇÃO! ANTES DE SAIR...

Preencha seu nome e e-mail abaixo para receber uma última dica incrível

Ao enviar seus dados você concorda com nossa política de privacidade e termos de uso