Como resolver problemas financeiros?

Quero pagar contas, me livrar das dívidas, limpar o nome e conseguir dinheiro para voltar a comprar. É possível? Essa foi uma pergunta que recebemos de um dos nossos usuários e resolvemos criar uma publicação para ajudar todas as pessoas nessa mesma situação endividada.

Para resolver os problemas financeiros você tem que estar disposto a agir e lutar bastante para reverter a atual crise em que se encontra.

Saiba que você não está sozinho. Há milhares de pessoas na mesma situação, pois estamos vivendo em um período de crise e enfrentando as mais árduas consequências de uma péssima administração.

A crise política originada basicamente pela corrupção transformou-se em algo gigantesco desencadeando uma grave crise financeira em todo país.

Não é à toa que muitos estão passando sérias dificuldades financeiras, como perda do emprego, endividamento, aumento do preço de produtos básicos de consumo como alimentos.

Sem contar os problemas que já enfrentávamos como péssima qualidade na educação, saúde, transportes e segurança que são setores básicos para uma boa sociedade permanecer estável e em crescimento e desenvolvimento.

Faltando os fatores básicos e acrescentando os problemas de forma intensificada com a corrupção política, torna-se muito difícil viver sem um auxílio de planejamento financeiro.

Para tentar resolver seus problemas financeiros, primeiro corte todos os gastos e despesas possíveis, caso já não tenha feito.

Inclusive é por esse motivo que muitas indústrias, empresas, lojas e comércio em geral estão fechando, pois a maioria da população já percebeu que só conseguirá se manter cortando a maioria dos gastos ou diminuindo o máximo possível.

Não é fácil falar para parar de consumir, pois isso irá gerar desemprego e só ampliar a crise, mas também não temos como continuar consumindo sem dinheiro suficiente para isso.

Então, você está no caminho certo cortando despesas. O outro item a seguir é buscar formas de renda, ainda que alternativas e, num primeiro momento, informais.

Pois emprego registrado, na área em que você já trabalhava, é difícil conseguir ou obter um aumento nele. Então, precisará buscar formas alternativas de renda.

Para isso será preciso deixar de lado certos preconceitos e ter muita força de vontade e dedicação para encarar novos desafios.

Faça trabalhos manuais, domésticos, de ajudante, de comerciante revendedor, tudo que vier na sua mente e você se sair melhor dentro da sua realidade e possibilidade para incrementar sua renda.

Com isso a tendência é que os trabalhos autônomos no país aumentem bastante, mas é com base nesse tipo de trabalho que a economia pode começar a se recuperar.

Inicialmente você estará trabalhando bem mais do que o normal, talvez com um emprego fixo e outro autônomo. Mas, com o passar do tempo e com a especialização, você ganhará mais experiência.

Com uma qualificação melhor, poderá ter lucros maiores, vendendo produtos personalizados por preços maiores ou cobrando mais pelos seus serviços e é isso que outras pessoas já estão fazendo, ainda na fase inicial.

Nessa tendência e todos fazendo o mesmo, aos poucos vamos retomando nosso poder de compra, conseguindo ganhar mais e podendo gastar um pouco mais.

Seguindo esse raciocínio, claro que ao longo ainda de um bom tempo e vários anos de recuperação, estaremos não só melhorando nossa situação financeira, como também ajudando a recuperar toda economia do país.

Só precisamos ter atenção para não entrar nas dívidas de cheque especial e crédito rotativo do cartão de crédito, pois são as que tem juros maiores, evitar fazer empréstimos e novos financiamentos para comprar novos bens, até realmente estabilizar a situação financeira.

Se já tinha feito alguma dívida grande anteriormente à crise, tentar vender os bens mais caros e supérfluos como o carro, para não precisar vender a casa, mas em último caso, se houver essa necessidade, pode ser a solução temporária para uma retomada financeira.

Algumas pessoas tiveram que vender a casa para quitar dívidas e retomar sua vida financeira, mas voltando para o aluguel.

Então, após algum tempo de retomada com trabalho duro, investimentos certos e bom planejamento financeiro, conseguiram comprar novamente outra casa, ainda que menor e mais simples ou em localização mais afastada dos grandes centros, mas voltando a ter a casa própria.

Outra opção a levar em consideração já seria vender a casa atual e comprar uma outra mais barata, para não ter que ir ao aluguel e não ficar sem moradia e com a diferença de valores quitar dívidas e investir em seu lado profissional.

Bons investimentos no lado profissional podem ser cursos profissionalizantes, técnico, especializações ou mesmo investir em algum comércio, máquinas, ponto comercial, loja entre outras alternativas que considere viável.

Lembre-se sempre de planejar tudo muito bem e com muito cuidado, pois grandes decisões terão de ser tomadas e que afetarão toda sua vida e das pessoas mais próximas a você, como familiares que dependem de sua renda, como filhos, por exemplo.

Fazendo tudo de forma calma, bem pensada e com muita vontade e dedicação, certamente é possível sair da crise e resolver todos os problemas financeiros, ainda que ao longo de algum tempo.

Foto de perfil de Cartão de Crédito Online
Conteúdo publicado com exclusividade e originalidade pela equipe Editorial do site Cartão de Crédito Online, elaborado com imparcialidade e relevância na qualidade informativa dedicada aos participantes usuários do portal. Fica expressamente proibida a cópia total ou parcial sem autorização e respectiva citação dos créditos da fonte original. Se possui sugestões e críticas para agregar detalhes ao artigo, solicitar atualizações, correções ou fazer perguntas, escreva um comentário na parte final da página da respectiva publicação. Todas as postagens serão apreciadas pela nossa equipe e, se necessário, respondidas ou feita a devida atualização no texto original.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz